Loading...

domingo, 24 de abril de 2011

Um ano de Ajudando ao Próximo

Em continuação ao nosso trabalho de ajuda ao proximo , A Familia da Sra. Niuzete foi mais uma beneficiada com a doação de uma cesta básica é com ajuda do proximo que podemos estar realizando este trabalho, faça parte desta solidariedade, para uma contribuição entre em contato no email apjarbas@gmail.com ou no telefone 11 6523-6116 falar com Jarbas, a sua contribuição é muito importante para a manutenção de nossos trabalhos




http://www.youtube.com/watch?v=e5qtqzGsNfA



















Para nós é motivo de alegria e satisfação esta comemorando um ano de Ajudando ao Próximo. O nosso objetivo é de esta ajudando e tendo compaixão. Levando a palavra de coragem e de Boas Novas nos guetos, na Cracolândia, nós bairros e onde alcançarmos. Sabemos que é pouco e a necessidade aumenta a cada visita e entrega de café na Cracolândia e na Praça da Sé. A verdade é que não conseguimos ficar alheio às necessidades e sofrimento humano.

VEJA VÍDEO DO EVENTO REALIZADO EM 20/04/2010


AJUDA AO PRÓXIMO


































Verdade ou mentira, conta-se que algures durante um Inverno extremamente rigoroso, uma criança que se deslocava para a escola, se apercebeu que um pássaro no chão, estava quase a morrer de frio.

No intuito de o salvar pegou-lhe, mas nem as suas mãos, também elas quase geladas, produziam calor suficiente para aquecer o bichinho e evitar o que parecia certo.

Continuando o seu caminho com o pássaro nas mãos, deparou-se a certa altura, com uma enorme bosta de vaca, acabadinha de sair, quentinha e ainda fumegante.

O seu enorme coração cheio de bondade, ordenou-lhe que colocasse o animal naquela dádiva, que parecia a única salvação possível e imediata.

Embora hesitante pelo aspecto da coisa e igualmente pelo cheiro, colocou o animalzinho bem no centro, cobrindo-o quase por completo com os dejectos da vaca, de forma a aquece-lo.

O pobre animal, olhou-o agradecido o miúdo que acabara de o salvar e seguiu-o com o olhar até o perder de vista, em direcção da escola.

Passados alguns minutos, estando a bosta já quase fria, agravando ainda o facto do odor ser quase insuportável, o pássaro tentou libertar-se, mas por estar fraco não conseguiu, o que fez com que começasse a piar na esperança de alguém vir em seu auxilio.

Perto dali, planava uma Águia faminta devido à escassez de alimento naquela época e ao ouvir o piar do pequeno pássaro, voou de imediato em sua direcção e comeu-o.







MORAL DA HISTÓRIA






1 – Nem todos os que te põem na merda querem o teu mal.

2 – Por vezes, os meios justificam os fins.

3 – Mesmo que estejas na merda até ao pescoço, o melhor é nem abrires o bico.


4 – Nem todos os que te tiram da merda te querem ajudar.




domingo, 17 de abril de 2011

A day of prayer! Um dia de oração!




Prayer


Esta católica foi condenada à morte por blasfêmia pelos islâmicos do Paquistão. Quem ergue a voz em sua defesa?

Escrevi aqui outro dia que a religião verdadeiramente perseguida no mundo hoje é o cristianismo. O mundo se levantou em defesa da iraniana Sakineh — uma islâmica condenada por um tribunal ligado à sua própria religião. E fez bem! Pois é! No Paquistão, Asia Bibi, uma católica, foi condenada à morte segundo a lei islâmica. Ele é acusada de blasfêmia. No trabalho, diante da insistência para que abandonasse o cristianismo, ela teria afirmado: “Jesus está vivo, mas Maomé está morto. Nosso Cristo é o verdadeiro profeta de Deus. Foi levada a um tribunal e sentenciada à morte. Deve ser a tal tolerância islâm ica de que tanto se ouve falar…

Asia Bibi está numa solitária, doente, sem cuidados médicos.

Um islâmico matar um islâmico no Irã parece coisa horrível. E é! Por que o silêncio quando a condenada é uma católica? Anteontem, a Rádio do Vaticano divulgou este comunicado:

Islamabad, 11 abr (RV) - A Igreja no Paquistão celebrará no próximo dia 20, quarta-feira da Semana Santa, o Dia de Oração por Asia Bibi e por todas as vítimas da lei sobre a blasfêmia.

A iniciativa foi lançada pela Fundação Masihi a todas as Igrejas cristãs espalhadas pelo mundo. O organismo “pede aos homens e m ulheres de boa von tade para que se unam em oração e acendam uma vela, implorando a Deus a salvação e a libertação de Asia Bibi e de todos aqueles que sofrem as conseqüências das falsas acusações de blasfêmia” - ressaltou o diretor da Fundação Masihi, Haroon Masih.

O Bispo de Multan, Dom Andrew Francis, Presidente da Comissão para o Diálogo Inter-religioso na Conferência Episcopal do Paquistão, aderiu à iniciativa e frisou que “a oração é um instrumento importante para os fiéis paquistaneses que co nfiam na obra de Deus”. Também as Pontifícias Obras Missionárias no Paquistão aderiram ao evento, afirmando que tal iniciativa ajudará a sensibilizar as comunid ades locais.

Também aderiram à iniciativa de oração, vários mosteiros femininos da Espanha e Itália. As monjas rezarão por Asia Bibi e para que o Senhor Ressuscitado abra os corações de todos a fim de que seja edificado o seu Reino de paz e justiça.

O presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, Cardeal Jean Louis Tauran, presidirá a celebração eucarística, no próximo dia 20, na capela do Parlamento Italiano A missa é promovida pela Associação Parlamentares Amigos do Paquistão e pela Associação de Paquistaneses Cristãos na Itália, a fim de lembrar o ministro para as minorias religiosas, Shahbaz Bhatti, assassinado recentemente no Paquistão, que defendeu Asia Bibi, pagando o preço com sua própria vida.

A Fundação Masihi faz um apelo a to das as comunidades, paróquias, associações, escolas, congregações religiosas e todas as Igrejas cristãs espalhadas pelo mundo para que se unam ao Dia de Oração por Asia Bibi e por todas as vítimas da lei sobre a blasfêmia.

As três filhas de Asia Bibi apelam por sua vida

Por Reinaldo Azevedo



3 January 2011 Asia Bibi Still In PrisonAsia Bibi Still in Prison, Government U-turn on Law against Blasphemy



By Jibran Khan


(AsiaNews) - Asia Bibi is still waitin g in jail for the High Court in Lahore to decide the date for her appeal against the death sentence for blasphemy passed in November 2010. In the midst of an imminent governmental crisis Islamic religious parties are stepping up pressure against the government to prevent any change to the controversial blasphemy law. In an attempt to ease the pressure, the government announced in no uncertain terms that it does not plan to eliminate or amend the blasphemy law. In a statement before the National Assembly on 1 January, the Minister for Religious Affairs Khursheed Shah said the government is not responsible for the proposal put to the Parliamentary Assembly of the Pakistan People Party (PPP) to change the law. The Parliamentarian Rheman Sherry submitted the proposed amendment to Parliament. "The government has no plans to remove the blasphemy laws ... to ensure respect of the Holy Prophet is part of our faith," said Kursheed Shah.
The minister assured the minorities that the government will take the necessary steps to ensure that the law is not misused against them. Protests by Islamic parties began when President Asif Ali Zardari announced his intention to pardon Asia Bibi, a Christian sentenced to death on false charges. The government had previously indicated their willingness to amend the law, and had formed a committee for this purpose, headed by Minister for Minorities Shabahz Bhatti.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Doação! Give to the Lord

Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6.38






O cérebro do crente trabalha de modo diferente daquele não crente?


Não há como esconder a tragédia que ocorreu no Rio de Janeiro.


O ato praticado pelo atirador nos faz questionar : Seria ausência de Deus na vida do individuo? Ou patologia da psique? Ou o gorila ( violência) que amedronta a sociedade?


Por isso, propomos um artigo científico relacionado a mente humana.




" O Senhor é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranquilas. refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte..." O jovem estudante de química segue repetindo os versos do Salmo 23, embora não se defina como uma pessoa não religiosa. Não está sentado num banco de igreja, mas repousa num tubo de metal onde, nesse exato momento, ímãs gigantescos circundam seu cérebro. Não, Christian S. se encontra no laboratório da Universidade Heiirich Heine, em Düsseldorf, Alemanha.


Ali a neurocientista Nina Azari realizou um experimento com seis ateus declarados e seis crentes -cristãos praticantes e membros de uma comunidade evangélica independente. Todos se presentaram voluntariamente. A questão crucial era o cérebro do crente trabalha de modo diferente daquele do não crente?Investigar se a "religiosidade" tem ou não um correlato cerebral constitui o centro de um ramo recente da pesquisa que, com certa infelicidade, é chamada de neuroteologia. O prefixo neuro parece, de fato, indicar uma subdivisão bem-definida do conhecimento, da mesma forma que, por exemplo, astrofísica designa um ramo da física. Mas, ao contrário do que o nome sugere, a neuroteologia não trata de teologia, no sentido clássico do termo, e sim da investigação, por meio de técnicas neurobiológicas modernas, de determinados processos cerebrais presentes em experiências "religiosas".Como, aliás, no laboratório de Nina Azari. A fim de seguir a pista das bases neuronais das experiências religiosas, a pesquisadora solicitou a seus voluntários que lessem e relessem não apenas o Salmo 23, mas também uma quadrinha infantil e insossas instruções para utilização de um cartão telefônico. Um teste psicológico prévio já havia atestado valores semelhantes para todos os voluntários no que se refere a seu grau de satisfação geral com a própria vida. Contrariamente aos céticos, no entanto, os seis crentes informaram possuir em seu passado uma experiência decisiva de conversão, algo que mudara sua vida.


O resultado da experiência mostrou que aos ateus reagiram de forma emocional à tão familiar quadrinha infantil, o que se revelou pela elevação de atividade em seu sistema límbico - ou seja, na região cerebral responsável por nosso universo emocional. Aos cristãos, por sua vez, recitar a quadrinha propocionou prazer menor, segundo declaram. Em compensação, e à diferença dos descrentes, a repetição continuada do salmo bíblico alçou-os a um " estado religioso", como o denominaram. Nesse caso, áreas bem diferentes do cérebro foram ativadas- mais especificamente, o circuito frontoparietal do córtex cerebral, necessário aos processos do pensamento.Cristãos praticantes e adeptos de outras religiões têm uma base de saber alimentada por sua crença. Ao se verem numa situação a principio desconhecida, em que não está claro o que se deseja deles ou que devem fazer, buscam apoio-como, de resto, todas as outras pessoas. O que ocorre é que, nos crentes, intensifica-se a disposição de enxergar a situação momentânea num contexto religioso, seja ele de que natureza for.


No experimento mencionado, o impulso para tanto foi fornecido pelo Salmo 23 da Bíblia, que, argumenta Azari, desempenha papel importante para cristãos. Em retrospecto, os crentes aplicam o carimbo de "religioso" à situação indistinta da experiências religiosas, eles as sentem de forma imediata. Com os ateus é diferente: quem não possui abrigo em tal sistema religioso tampouco poderá recorrer a ele para interpretar a situação. A essas pessoas, portanto, o Salmo não diz nada em especial e, assim sendo, não desencadeia um estado religioso. Por trás das experiências religiosas estaria, portanto, nada mais que um processo cognitivo? Penso, logo creio?


Fonte: Mente e cérebro





Sete passos para conhecer a Deus




Passo 1


Reconhecer que Deus ama você


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16




E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só por único Deus verdadeiro, a Jesus Cristo, a quem enviaste. João 17.3




Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor. João 15.9




Passo 2


Admitir que você Precisa de ajuda


E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. João 3.19




Por isso vos disse que morrereis em vosso pecados, porque, se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados. João 8.24




Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado. Porquanto não crê no nome do Unigênito Filho de Deus. João 3.18




Passo 3


Crer que Jesus é o único Salvador


No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! João 1.29




Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14.6




Aquele que crê no Filho tem a vida eterna: mas aquele que não crê no Filho não verá a vida: mas a ira de Deus sobre ele permanece. João 3.36




Passo 4


Receber Jesus como seu Salvador


Mas, a todos quantos o receberam. deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome, João 1.12




As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, elas me seguem, João 10.28




Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. João 5.24




Passo 5


Reconhecer que Jesus é agora seu amigo e o Senhor de sua vida


Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. João 15.14




Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! João 20.28




Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra. João 16.24




Passo 6


Reconhecer que você agora pertence à família de Deus a Igreja


Chegada pois a tarde daquele dia o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco! E , dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor. João 20.19-20




Eu sou a videira, vós as varas: quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. João 15.5




Passo 7


Colocar-se a serviço de Cristo: Orar, estudar a Bíblia, testemunhar


E tudo quanto perdides em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. João 14.13




Jesus dizia pois aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8.,31-32




Disse-lhes pois Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. João 20.21




Fonte:Agência Missionária Interlink